“25 de XULLO – DÍA da PATRIA GALEGA”

LIEBSTERBLOGAWARD MLD

Monte da Condesa

Como é bom lembrar do Dia 25 de Julho, o DÍA DA PATRIA GALEGA (gal.) ou o DÍA DE SANTIAGO, em Santiago de Compostela, Espanha. Há muito tempo estive ali pela primeira vez e confesso que se tornou inesquecível, desde então.

Gostaria de aproveitar este momento para agradecer a inúmeras pessoas com as quais convivi, toda a gentileza recebida, toda solidariedade e amor, começando obviamente pela Profa. ESPERANZA GUISÁN, Catedrática emétita de Ética da Universidade de Santiago de Compostela – https://mariadario.wordpress.com/morrinas-esperanza/

as três incríveis COMPANHEIRAS DE QUARTO: Maria Teresa Grangel, Ana Fontenla Calviño, de Pontevedra, e a Elena Maté del Rincón, de Lugo, quanta tolerância!; aos integrantes do CONSELHO DE GOVERNO da ‘Residencia Universitaria Monte da Condesa’: Lois Lopes, Manolo García, Carlos García, Juan Carlos Pardo Fernández e Miguel Tellado; à BOLSISTA DA BIBLIOTECA, Maria Dolores Chapela, e Gonzalo, claro; ao BOLSISTA DE INFORMÁTICA, Pablo Gonzalez Carrera; às bolsistas da S.I.E.U. – Sociedade Iberoamericana de Estudos Utilitaristas, Pilar Martínez e Carmen Verde; à BOLSISTA DE MÚSICA, Maribel Romero; à PARCEIRA DE COZINHA, Eva Pereira Loira, e Roberto, lógico; aos ESTUDANTES: Manuel Iglesias Brocos, Pablo Bolseiro e Javier López, como lutávamos por um espaço naquele fogão elétrico respingado e quantos assuntos de futebol enchiam nossas refeições!; aos ERASMUS: Teresa, Massimo, Andrea, Charlotte, Helda, Marcelo e Krishna, o mediador das nossas crises de adolescência; a toda a EQUIPE ADMINISTRATIVA da ‘Residencia Universiitaria Monte da Condesa’: Maria Xosé, Maribel, Lucas, Don Rafael, Miguel, Luisa, Concha Vásquez, Celsa Rico e Carmen Alonso; bem como aos DIRETORES que se sucederam na RUMC.

Que celebremos mais um ano de memórias neste espaço/tempo que aprendemos a nos submeter e que nada nem ninguém no mundo permita que nos afastemos de coração uns dos outros.

Si para todo hay término y hay tasa
Y última vez y nunca más y olvido…
?Quién nos dirá de quién, en esta casa, sin saberlo,
Nos hemos despedido?
Límites – Jorge Luís Borges

Recebam um fortíssimo abraço da
Lúcia
Beijos. !Halle! Auguri.
Julho/2015
Campinas – SP – BRASIL

Anúncios