ÉTICA. AS PESSOAS e as DROGAS

LIEBSTERBLOGAWARD MLD

Paulo Freire – “Por uma Pedagogia da Pergunta”

QUEM É CURIOSO SABE MAIS

REFLEXÕES:

1.O que leva uma criança, um jovem ou um adulto às drogas?

2.Por que os governantes não tornam ilegais as drogas legais, tais como: o tabaco e o álcool?

3.Até que ponto o poder público é responsável pelas mazelas advindas das drogas se a escolha por elas foi individual?

4.Afinal, por que as drogas são tão atrativas? Por que elas encantam tanto?

drogaso-que-as-drogas-causam-cienciasaqui-blogspot-com

 

Anúncios

2 Comentários (+adicionar seu?)

  1. MariaDario
    jul 07, 2013 @ 20:23:40

    Acho que o Estado e a sociedade são bastante irresponsáveis ao aceitarem a fabricação e o comércio das drogas legais, afinal, elas também matam. A sociedade age veladamente acerca do assunto: sabe que essas drogas fazem mal, que podem levar uma pessoa à morte, finge não sabê-lo e as utiliza com descaramento. Já o Estado, me parece em maior dificuldade, ainda, nesse momento, porque se proibir, de forma enérgica, a produção e a venda das mesmas, será considerado opressor; não as proibindo, assumirá, deliberadamente, para si e para a sociedade, a responsabilidade de escolhas individuais ruins, destinando mais dinheiro que o necessário para a saúde de seus cidadãos e, consequentemente, menor investimento em áreas sociais que também requereriam a sua atuação, prejudicando toda a coletividade. Acho que esse é um assunto que deveria ocupar mais tempo da população e dos governantes, não é mesmo? Desde já, muito obrigada por acompanhar-me, Profa. Helena! Bom-dia!

  2. Helena Villar Janeiro
    jul 06, 2013 @ 14:04:10

    Moito interesante, Profa. Maria Lúcia. Eu acho que é unha incoherencia seren legais o viño e o tabaco e non outras drogas. Con respecto ao tabaco, tamén é unha incoherencia ter o seu monopolio, procesalo, vendelo e considerado letal. ¿Non estará o Estado caendo nun comercio ilícito moralmente? Unha aperta grande.