Ética. Racismo. Neymar Júnior, um serviçal pardo do Barcelona, não um ídolo.

Não importa quão capaz e talentoso seja Neymar Júnior, nem quantas alegrias dê ao seu time, hoje a sua raça foi lembrada novamente e acabou sendo ofendido em campo. Então eu penso: não é só o Brasil ou os brasileiros que não têm jeito, é o mundo inteiro que é antiético, falso, corrompido. Enquanto isso, mais uma relação explorador-explorado-explorador torna-se realidade.

Neymar

Anúncios

Comentários desativados.