Ética. Pokémon. Blog da Boitempo

Sam Kriss faz uma leitura marxista do novo fenômeno mundial da indústria cultural contemporânea: o Pokémon Go. E provoca: “Se algo como o Pokémon Go realmente tivesse a capacidade de tornar os adultos crianças novamente, ele poderia até ter algum valor. O que ele efetivamente faz é algo bem diferente.”

via Pokémon Go: temos que resistir — Blog da Boitempo

Anúncios

Comentários desativados.