Filosofia da Arte. Poesia. ‘Tudo quase, quase nada.’ — a n o v a m e n t e

quase morremos e quase vivemos… por vezes somente sobrevivemos mas por cansarmos de não viver e não morrermos aceitamos a condição de ser o que somos um universo em expansão, pouco conhecido. então, que tal nos autoconhecermos.

via Tudo quase, quase nada. — a n o v a m e n t e

Anúncios

Comentários desativados.