‘Com peixes mortos, rio Tejo vive dias de Tietê e preocupa pescadores.’ – Cotidiano – Folha

​​

Há 16 anos, Hugo Sabino ganha a vida no rio Tejo. A 200 quilômetros de Lisboa, transporta passageiros dispostos a pagar dois euros para usar a barca do Arneiro, encurtando o caminho até Santana, uma cidadezinha do Alto Alentejo. Sua escassa clientela tem hora marcada: oito vezes ao dia,

Fonte: Com peixes mortos, rio Tejo vive dias de Tietê e preocupa pescadores – 28/04/2018 – Cotidiano – Folha

Anúncios

Comentários desativados.