Filosofia da Ciência. pesquisar, descobrir, inventar e testar: as quatro principais tarefas dos cientistas.

liebster-blog1-1

Cientistas britânicos descobrem novos efeitos do LSD no organismo humano. Leiam a reportagem, clicando na foto abaixo, e saibam mais.

TODOS CONTRA AS DROGAS!

drogas estadao com br1460410880191

 

Atividade inspirada no livro ‘Por Uma Pedagogia da Pergunta’. Paulo Freire

1- P. Onde os cientistas trabalham?

2- A.L. Quantos anos eles levam para fazer suas descobertas?

3- P.O. Eles ‘estudam’ com livros ou só com experiências?

4- A.L. Existem cientistas mulheres?

 

Antropologia e Ética. Dia 19 de Abril, Dia do Índio.

Dia 19 de Abril, Dia do Índio!

Reflexões:

1- Os povos indígenas ainda ajudam a preservar a natureza?

2- Pode o índio vender os produtos da terra visando lucro?

3- Qual a sua opinião sobre os pedágios indígenas, cobrados em dinheiro dos caminhoneiros e viajantes, em estradas do Brasil afora?

4- Se um índio dirige carro, usa roupas e assiste à TV, ele deixa de ser índio?

5- Você sabe se existem tribos ou índios conectados à internet? Será que alguns deles frequentam Universidades? Por que o fazem e o que você pensa disso?

Código Indígena no Direito Brasileiro: 

http://www.stf.jus.br/arquivo/biblioteca/NovasAquisicoes/2012-02/920341/sumario.pdf

Infanticídio Indígena:

http://oabpb.org.br/artigos/infanticidio-indigena-em-tribos-brasileiras/

Fixo 6 (14). Aprendendo a se concentrar. Aprendendo a estudar. Pierluigi Piazzi

1943-2015

1943-2015

¨Treze Dicas para se Concentrar na Hora de Estudar¨

Pierluigi Piazzi

1. Não se contente em ler: escreva!
Segundo o professor e autor de livros com dicas para estudos Pierluigi Piazzi, é importante estudar escrevendo, e não só lendo. “Quem só lê perde a concentração. Quem escreve consegue entender o assunto e mantê-lo na mente”, explica ele.

2. Escreva à mão em vez de digitar.
Pesquisas já mostraram que os alunos que fazem isso aprendem mais do que quem só digita. “Você tem movimentos totalmente distintos para escrever cada letra a mão, mas isso não existe quando você está digitando. Isso faz com que mais redes neurais sejam ativadas no processo da escrita”, diz o professor.

3. Como saber o que vale colocar no papel.
Faça resumos, fichamentos e esquemas da matéria. Mas nada de ficar copiando todo o conteúdo dos livros. Para saber o que vale escrever, faça de conta que você está preparando uma cola para uma prova. Por ter pouco espaço e pouco tempo para consulta-la, é preciso ser conciso, mas ao mesmo tempo abordar os pontos principais. É disso que você precisa quando for estudar.

4. Revise a matéria que aprendeu em aula no mesmo dia.
Além de evitar acumular matérias, estudar o conteúdo visto em sala de aula no mesmo dia fará com que seu cérebro entenda que aquilo é importante e o memorize.

5. Estude sozinho.
Vamos combinar que, por mais legal que seja se reunir com os amigos para estudar, você acaba falando mais de outras coisas e as dúvidas permanecem. O professor Pierluigi é um grande defensor da ideia de que só se aprende mesmo no estudo solitário. “Estudar em grupo é útil se você for a pessoa que explica a matéria para os outros. Quem ouve não aproveita”, diz ele. A melhor dica para um bom estudo, aliás, e explicar a matéria para si mesmo.

6. Use as aulas para entender as matérias e tirar dúvidas.
Um erro comum, segundo o professor Pierluigi, é fazer dois cursinhos para ter um maior numero de aulas – o que realmente vai fazer diferença no vestibular é o momento em que você estuda sozinho, não o número de aulas que pegou. Mas isso não significa que vale cabular ou dormir nas aulas: elas são importantes para entender a matéria e tirar dúvidas.

7. Desligue todos os aparelhos eletrônicos.
Na hora de estudar, nada de deixar o celular por perto avisando você de cada notificação no Facebook. E nem caia na tentação de abrir o Facebook só por “dois minutinhos”. Esses dois minutinhos sempre se estendem e acabam com toda a sua concentração. Reserve um tempinho do seu dia só para as redes sociais e faça isso virar rotina para que se acostume a checá-la apenas nesse tempo específico.

8. Estude em um local organizado e tranquilo.
O resto da sua casa até pode ser uma bagunça, mas o local onde você costuma estudar precisa estar sempre organizado e silencioso. Ter muitas coisas espalhadas pode atrapalhar a sua concentração e há o risco de perder tempo procurando coisas que sumiram na bagunça.

9. Música? Só em línguas que você não entenda.
Não é proibido estudar ouvindo música – há quem precise dela para se concentrar. Mas evite ouvir músicas em idiomas que você entenda – isso pode fazer com que você desvie sua atenção para a letra e esqueça a matéria.

10. Use marca-texto.
Usar canetas coloridas e marca-texto para enfatizar os pontos principais é uma boa ajuda para manter o foco no que for importante, especialmente se você tem problemas mais sérios de déficit de atenção. Post-its também podem ser úteis.

11. Respeite seu tempo.
Se você é mais produtivo de manhã, deixe para estudar as matérias mais difíceis nesse período. Quando sentir que a concentração não está rolando de jeito nenhum, faça uma pequena parada e depois volte. Manter intervalos regulares é fundamental – e a frequência vai depender do seu ritmo.

12. Tenha uma programação organizada, mas seja flexível.
Use uma agenda ou quadro branco para organizar suas tarefas e respeite-a! Mas faça programações realistas para que você não se desanime. Definir que você vai estudar durante oito horas por dia se você tem várias outras atividades, por exemplo, não é algo razoável. E esteja aberto para mudanças, caso seja necessário.

13. Crie um pequeno ritual antes de estudar.
Sempre que for mergulhar nos estudos, crie e respeite um ritualzinho antes. Pode ser um alongamento, pegar um copo de suco para deixar na sua mesa, ou que mais achar melhor. Com o tempo, seu cérebro vai entender que é hora dos estudos e ficará mais fácil se concentrar.

http://canaldoensino.com.br/…/13-dicas-para-se-concentrar-n

Ética. ¨Mais de 500 mil estudantes zeraram a prova de REDAÇÃO do Enem 2014¨. MSN Notícias

Mais de 500 mil estudantes zeraram a prova do Enem 2014.

Infelizmente, muitos e muitos alunos do Ensino Médio têm perdido a chance de melhorar sua situação acadêmica e social, não por falta de oportunidades, mas por falta de vontade própria e dedicação pessoal. Chamam-nos de ¨geração nem-nem¨, nem estudam, nem trabalham. Que pena para o Brasil.

http://www.msn.com/pt-br/noticias/brasil/mais-de-500-mil-estudantes-zeraram-a-prova-do-enem-2014/ar-AA8

ÉTICA. As Virtudes da Paciência e da Persistência. Uma história da tradição japonesa.

LIEBSTERBLOGAWARD MLD

A ARTE DA ESPADA

Fábulas Filosóficas – Michel Piquemal

¨Um jovem foi visitar um mestre de artes marciais e perguntou-lhe:

_ Mestre, de quanto tempo eu precisarei para aprender a arte da espada?

_ Dez anos, respondeu o mestre.

_ Tudo isso? Mas é tempo demais!!

_ Pensando melhor, vinte anos.

_ Nossa… é muito!

_ Talvez trinta…

Para quem tem pressa, é melhor não querer aprender nada direito.

Aprender requer PACIÊNCIA e PERSISTÊNCIA.

artesmarciaismilenares.com

artesmarciaismilenares.com

ARQUIVO. QUEM VIVE NO CAMPO TERÁ MAIS CHANCES PARA ESTUDAR

LIEBSTERBLOGAWARD MLD

ARQUIVO

¨Terça-feira, 20 de março de 2012.

Olá,

A presidenta Dilma lançou hoje o Programa Nacional de Educação no Campo – Pronacampo, que oferece apoio técnico e financeiro aos estados, Distrito Federal e municípios para implementação da política de educação do campo, atendendo escolas rurais e quilombolas. O investimento anual do programa será de R$1,8 bilhão.

“Dentro da nossa estratégia de combate à miséria, junto com o Bolsa Família, a nossa busca ativa, este programa é um dos eixos
estratégicos porque aposta não só em retirar as pessoas das condições de miséria a que foram condenadas durante décadas, mas implica sobretudo em garantir que as gerações futuras terão um outro tipo de horizonte de oportunidades à sua frente”, disse a presidenta, em solenidade no Palácio do Planalto.

Serão criados o Programa Nacional do Livro Didático – em que três milhões de estudantes receberão material relacionado à realidade do campo – e o Mais Educação, que oferecerá diversas atividades pedagógicas.

A formação de professores também receberá atenção especial, com oferta de aperfeiçoamento para profissionais do campo e de escolas
quilombolas. Para desenvolver a educação de jovens e adultos e a educação profissional e tecnológica, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Campo apoiará a inclusão social dos jovens e trabalhadores do campo, destinando 120 mil bolsas de estudo.

Quanto ao eixo de infraestrutura física e tecnológica, o programa apoiará a construção de três mil escolas e a aquisição de oito mil ônibus escolares, além de promover a educação digital e o uso pedagógico da informática por meio da instalação de recursos digitais em 20 mil centros educacionais até 2014.¨

Leia também
Mais educação para quem vive no campo.
http://www.dilma.com.br/site/archives/6854

Bolsa Atleta tem aumento de mais de 30%.
http://www.dilma.com.br/site/archives/6835

Dilma recebe o presidente da FIFA.
http://www.dilma.com.br/site/archives/6819