Política e Economia. Brasil, um país sem segurança pública. ‘Com um roubo de caminhão por hora, preço do frete para o Rio sobe até 35%.’ – Economia – Estadão

Ocorrências de roubo de carga no Rio de Janeiro aumentaram 25% no primeiro semestre, afetando custos de logística, vendas da indústria e do comércio; 40 transportadoras faliram nos últimos meses e já há risco de desabastecimento.

Fonte: Com um roubo de caminhão por hora, preço do frete para o Rio sobe até 35% – Economia – Estadão

Anúncios

Ética e Política. Sustentabilidade. ¨O mito das ciclofaixas vazias.¨ São Paulo

Uma análise da utilização e da ociosidade das ciclofaixas da cidade

Fonte: O mito das ciclofaixas vazias

ARQUIVO. Educação e Política. UNICAMP, USP e UNESP recebem menos recursos financeiros este ano. A Educação não é prioridade?

ARQUIVO

O governo do estado de São Paulo destinará menos recursos financeiros a UNICAMP, a USP e a UNESP em 2015. Também, a Educação Básica, a Saúde e as obras de Transportes no nosso estado estão comprometidas.

A Educação, pelo menos a Educação, não é prioridade, Presidenta Dilma?

http://educacao.uol.com.br/noticias/agencia-estado/2015/03/04/usp-unesp-e-unicamp-receberao-r-203-milhoes-a-menos-em-2015.htm

ÉTICA ANIMAL. São Paulo: Haddad libera transporte de animais em ônibus. Evolução!

helenavillarjaneiro.blogaliza.org

Diário do Transporte

unnamed (1)

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, aprovou a lei que permite o transporte de animais dentro dos ônibus urbanos da Capital Paulista.
O projeto de lei foi do vereador David Soares, sendo aprovado na Câmara em fevereiro.
Os animais devem ter até dez quilos e o transporte deve ser feito em caixas ou gaiolas especiais.
O dono deve levar comprovação de vacina do animal.
O transporte nos ônibus será cobrado. O valor é de uma tarifa, de R$ 3,50, se o compartimento de transporte ocupar espaço correspondente a um assento no ônibus.
Segundo o decreto no Diário Oficial de São Paulo, o animal não poderá ser conduzido no transporte coletivo,
nos dias úteis, em horários de pico, ou seja, na parte da manhã, entre as 06:00h e as 10:00h, e na parte da tarde, entre
as 16:00h e as 19:00h.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

Ver o post original